Usar VPN com Whatsapp: quais os riscos?

Em mais um flerte com a autocracia, um juiz decretou o bloqueio temporário do Whatsapp. Muitos brasileiros estão contornando o problema instalando aplicativos de VPN em seus celulares. Mas o que é uma VPN? E quais os eventuais riscos?

O bloqueio funciona mais ou menos assim: imagine que você quer enviar uma carta para a sede do Whatsapp. No envelope, você coloca o endereço: 650 Castro Street, Mountain View, California, United States of America. Depois disso vai até o correio e deposita sua carta. O problema é que um juiz da significante comarca de Lagarto, Sergipe, determinou um bloqueio. Então quando o correio verifica sua carta, ele pensa “Castro Street? Tá louco, isso aqui não pode não” e joga fora. Durante o bloqueio, o correio é obrigado a jogar fora todas as correspondências de/para Castro Street, Mountain View. Por isso, o Whatsapp pára de funcionar.

Agora, imagine que você tem uma tia morando em Boston. Você então, ao invés de escrever uma carta diretamente para o endereço do Whatsapp, você escreve uma carta para sua tia falando “Querida titia, poderia repassar a mensagem anexa para o Whatsapp? Obrigado” e bota no correio junto com sua mensagem original. O correio olha o endereço e pensa “Boston? Tá beleza, esta aqui o juizão deixa”, e sua carta chega em Boston. Sua tia abre a carta, coloca em um novo envelope, e envia para Castro Street. Quando o Whatsapp responde, ela abre a resposta, coloca em um novo envelope, e manda para você. O correio brasileiro acha que você está falando com sua tia. Por isso, o Whatsapp volta a funcionar.

Sua tia é sua VPN.

Quais os riscos de usar uma VPN?

O que garante que sua tia não vai ler, modificar ou copiar suas mensagens de/para o Whatsapp? Absolutamente nada. Mas você confia nela, certo? Ela é sua tia desde que você nasceu! Só que é um pouco pior: ao usar uma VPN, não é só o Whatsapp que é redirecionado. TUDO é redirecionado: YouTube, Facebook, seu email de trabalho, seu banco, sua mensagem com seu número de cartão quando faz uma compra…

Aqui já surge um primeiro problema: a conexão via VPN pode ser um pouco mais lenta do que a comum (especialmente se você tem que mandar uma carta para Boston para falar com seu banco em São Paulo).

Mas o maior risco é que a VPN que a maior parte das pessoas usa não é a tia de Boston: é um aplicativo que ele baixou. Você confia? Você nem sabe quem é! E é um fato: não existe almoço grátis. Tem alguém pagando a conta desse servidor VPN que você utiliza. Se ele faz isso por caridade, por ativismo hacker, ou porque está querendo roubar dados de cartão de crédito, não temos como saber.

Esteja ciente: pode ser que seus dados sejam roubados e você nem fique sabendo.

 

EDIT – Dois amigos lembraram de mais riscos: se sua tia enviar armas biológicas (malware) junto com a carta, você se ferrou. Além disso, ao instalar um aplicativo desconhecido, ele poderia ler sua mensagem antes de você enviar; capturando diretamente do teclado ou antes de o texto ser encriptado.

Obrigado, Gustavo Pacianotto Gouveia e Gustavo Ramos!

Autor: João Marcos Barguil

Brazilian, loves Croatia, went to Finland and had a detour to Uganda. Who knows what's coming? The future is here to be written.

Um comentário em “Usar VPN com Whatsapp: quais os riscos?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s